OS SENTIMENTOS E AS VERDADES DITAS POR RUPI KAUR

junho 06, 2017

if the hurt comes
so will the happiness
- be patient


Ultimamente, eu tenho me apaixonado por poesia. Existe uma beleza nela na mesma quantidade em que há verdade e pureza e, em certos casos, crueldade. Poemas são histórias ditas em poucas linhas, são sentimentos colocados em síntese, são verdades da vida colocadas em palavras bonitas. O meu vício e amor por poesia começou por causa desse vídeo aqui, que me levou a uma maratona de slam poetry - que é assunto para outro post - e que me levou ao Pinterest, que me levou ao Instagram e que me levou a Rupi Kaur. E esse post hoje é sobre ela e o seu livro Milk & Honey.

O livro é separada por quatro partes: the hurting, the loving, the breaking, the healing; em cada parte, Rupi trata dos mais diversos assuntos. Em "the hurting", o foco é no abuso, na sexualidade, na dor; em "the loving" trata sobre o amor, a paixão e a feminilidade; em "the breaking" fala sobre a dor, a realidade e ilusões; e "the healing" termina falando sobre amor, feminismo e aceitação. Todos esses assuntos se repetem em todos os poemas de novo e de novo até o leitor absorver todos aqueles sentimentos escritos.

Os poemas falam diretamente com quem está lendo, quase como aqueles textos cruéis demais para serem lidos rapidamente ao mesmo tempo em que você está hipnotizado demais para parar de ler. Eu não sei se é algo sobre ser mulher - talvez seja exatamente isso -, mas você sente uma conexão inexplicável com todas as palavras de Rupi, com todos os desejos, com todas as verdades, apenas porque você sabe o que é aquilo, simplesmente sabe. Rupi fala sobre ser mulher de um jeito que ninguém espera: ela simplesmente fala. Seus textos são o que são chamados de tabus e, ao ler, você vai dar um suspiro e dizer "obrigada, Rupi", porque muitos deles são exatamente aquilo que estava preso na sua garganta por séculos

Eu esperei o meu exemplar por dois meses e li o livro inteiro em menos de dois dias. Hoje, ele está cheio de marcações de poemas favoritos, de poemas que quero ler periodicamente, de poemas que sei que vão me fazer bem naqueles dias difíceis e para dias que eu só preciso escutar (ou, no caso, ler) algumas verdades. Os poemas ainda vem acompanhados de ilustrações que a Rupi mesmo criou para dar um toque a mais nas peças, ilustrando direitinho aquele sentimento.

Como sempre, eu precisei saber de toda a vida da Rupi Kaur depois que terminei de ler Milk & Honey e acabei achando esse TEDx de alguns anos atrás falando sobre tomarmos o nosso corpo de volta com uma poesia incrível e um discurso mais incrível ainda. Atenção: você vai chorar em algum ponto desse vídeo, mas ele é tão necessário.

No Brasil, Milk & Honey foi traduzido para Outros jeitos de usar a boca, pela Editora Planeta.

0 comentários

POSTAGENS POPULARES

SIGA NO TWITTER