TRÊS DOCUMENTÁRIOS QUE VOCÊ DEVE ASSISTIR

dezembro 07, 2016

Nos últimos tempos, eu me encontrei apaixonada em documentários. Eu sempre gostei de filmes baseados em histórias reais ou até mesmo seriados, mas eu nunca pensei em documentários da mesma forma - eu sempre olhei para eles com um olhar diferente, como se fosse algo entediante. Porém, a Netflix tem uma seleção maravilhosa de documentários, um melhor que o outro, que me fez mudar de ideia rapidinho.

Esse ano, eu assisti vários documentários que eu acho importantíssimo e que todo mundo deve assistir. São documentários que levantam questões sobre a comunidade LGBTQ, machismo, feminismo, etc. Hoje, eu separei três desses documentários que são muito importantes e que todo mundo deve assistir e compartilhar. Lembrando que todos esses documentários estão disponíveis na Netflix!

SHE'S BEAUTIFUL WHEN SHE'S ANGRY

 
É um documentário sobre o movimento feminista nos anos 60 e 70 nos Estados Unidos. Ele aborda temas que as mulheres naquela época, e ainda hoje, discutem dentro do feminismo como, por exemplo, sexualidade, aborto, maternidade, feminicídios e vários outros. O importante do documentário é que quem está contando a história são as mulheres que participaram e viveram esse período, são elas que contam o que elas passaram e o que tiveram que enfrentar.

O documentário também discute a importância do feminismo negro, mostrando depoimento de mulheres negras e a diferença entre os focos dos movimentos. O que foi muito interessante para mim foi que elas falam sobre a questão das lésbicas no movimento feminista e como acontecia a invisibilidade lésbica dentro do movimento, por medo dos estereótipos que a sexualidade dessas mulheres podia dar ao movimento.

O mais assustador de tudo é que o assunto que elas lutavam naquela época ainda é muito atual. Algumas informações que elas lutaram para saírem do tabu naquela época ainda é tabu hoje. E as coisas que elas conquistaram e que elas fizeram naquela época poucas pessoas tem noção hoje. É um documentário que deve estar em circulação e que as pessoas devem discutir o tema e ver a importância dessas mulheres no movimento feminista.

THE MASK YOU LIVE IN


"The mask you live in" vai falar sobre o machismo na nossa sociedade, porém o foco dele é como o machismo infere na criação dos meninos. Desde cedo, os meninos são criados para serem "homens" e todo aquele estereótipo, e isso é algo terrivelmente natural para a sociedade - o que leva ao machismo e tudo o que o feminismo luta conta.

Geralmente quando falamos de machismo, nós focamos as consequências nas mulheres, porém nós também temos que pensar em como os meninos são prejudicados com o machismo. O documentário vai mostrar como as crianças são criadas desde muito cedo a não terem emoções e nem mostrarem sentimentos e como isso é visto na adolescência e na idade adulta. A consequência disso tudo são violência, problemas psicológicos, abusos - todos esses afetam as mulheres também.

O machismo ele não é ruim apenas para as mulheres, mas para os homens também; ele afeta a sociedade inteira, mesmo que de formas diferentes. O documentário mostra meninos e homens em diversas idades e as suas experiências de vida, passando de experiências com outros homens a sua relação com a imagem da mulher e focando nas influências e as consequências. É um documentário muito didático e mostra muitas estatísticas no assunto que nós não damos muita importância quando falamos sobre o assunto.


AUDRIE & DAISY


Esse documentário vai ilustrar um pouco o que o documentário acima fala mesmo eles não sendo relacionados. "Audrie & Daisy" vai tratar da história de duas meninas principalmente, mas ele conta a história de várias meninas. São casos reais e recentes, que tiveram repercussão nos Estados Unidos e na internet.

Audrie e Daisy são duas meninas que moravam em lugares diferentes, mas passaram pela mesma situação: elas foram agredidas sexualmente. O destino delas também foram bem diferentes. O documentário vai mostrar como aconteceu esses dois casos; o depoimento de amigos, família e da polícia vão te chocar muitas vezes; o envolvimento da internet nos dois casos.

O documentário tem um trigger warming para agressão sexual e mesmo ele sendo classificado para 14 anos, eu achei ele um pouco forte por causa dos temas que ele retrata. No caso de Daisy, o caso foi muito comentado pela mídia por causa do final inconcluso pela parte da polícia - o que foca o machismo no caso inteiro. Os casos aconteceram em 2012 e são casos que acontecem quase que diariamente em todo canto do mundo e é muito assustador pensar nisso, mas que devemos debater e tentar lutar contra.

0 comentários

POSTAGENS POPULARES

SIGA NO TWITTER