PORQUE NÓS GOSTAMOS MESMO É DE SOFRER

julho 07, 2016

Em julho, o Camp NaNoWriMo volta a assombrar a vida de todos os escritores aspirantes. E como eu sou uma pessoa bem amaldiçoada da cabeça, prometi no meu 101 coisas em 1001 dias que eu ia participar E VENCER todos os Camps e NaNos que tivesse em todo tempo do desafio. LOUQUINHA DE PEDRA EU NÉ POIS É.
Desde que eu terminei o meu primeiro livro, Querida Kat, eu estou trabalhando em Kaia & Valentina - que eu usei no NaNoWriMo de 2015. Eu sei que eu já revelei bastante coisas aqui sobre ele durante novembro, porém essa nova versão eu acabei acrescentando mais coisas. Desde novembro, eu amadureci bastante coisa sobre o enredo e mudei bastante coisa que eu não estava confortável naquela versão.
Se tem algo que eu gosto é de reescrever. Quando eu fico muito tempo sem escrever algo, eu não consigo continuar de onde eu parei: eu tenho que reescrever tudo de novo. Então essa primeira semana foi bem fácil porque era basicamente reescrita, apesar de que eu acrescentei cenas novas também.
Logo no sábado (02), eu percebi que poderia fazer uma nova meta dentro da que eu havia planejado para o Camp e essa meta seria escrever um capítulo por dia, dessa forma eu teria, no final do desafio, 31 capítulos escritos e talvez passaria a meta de 20K palavras que eu havia registrado para o Camp NaNoWriMo. Os meus capítulos tem, em média, novecentas palavras, então eu estou bem acima da média diária do desafio e assim eu estaria me adiantando bastante. Por enquanto, esta nova meta está indo muito bem.
No dia 03, eu coloquei um novo desafio para a minha protagonista. Eu quero que as pessoas consigam ver mais dela, eu quero que vejam suas inseguranças, seus questionamentos, suas pequenas certezas. Os conflitos deste livro é bem mais cotidiano do que do último livro e por isso eu acho que ele está sendo "mais fácil" de escrever do que do outro, e isso me faz pensar nos meus outros projetos que são bem mais complexos do que esses.
No dia 04, eu cheguei no quarto capítulo do livro e foi o mais difícil da semana. Nesse capítulo é abordado um assunto talvez delicado e que eu não tenho muita propriedade para falar, mas acho importante falar sobre e, na verdade, eu estou bastante insegura se o que está escrito nele é correto ou não. É algo que eu vou ter que confiar nos meus instintos e depois procurar opiniões de pessoas que sabem sobre para me ajudarem a encontrar o melhor caminho possível.
O quinto dia não aconteceu, eu escrevi poucas palavras e estava ruim demais para escrever. O dia 06, por outro lado, foi recompensador: cheguei a 5K palavras, o que é 25% da minha meta para o Camp. Para recuperar o tempo perdido, eu escrevi dois capítulos para continuar na meta de ter 31 capítulos no final do desafio.
O sétimo dia foi mais tranquilo de todos. Em duas horas, eu completei a meta e consegui alcançar 6.7K palavras e, segundo o Camp NaNoWriMo, eu consigo bater a minha meta no dia 21 de julho se continuar no mesmo ritmo... O que eu não tenho certeza que vai acontecer. Vou pegar o final de semana para planejar os próximos capítulo para tentar manter o ritmo tranquilo igual essa semana. A história está começando a acontecer agora, onde as pessoas podem discutir os acontecimentos e a dar palpite sobre o que vai acontecer no futuro, eu estou gostando do resultado.

Palavras escritas na semana #1: 6 792
Meta do Camp NaNoWriMo: 20K
Se sentindo: Confiante... e desesperada.

0 comentários

POSTAGENS POPULARES

SIGA NO TWITTER