NÓS SOBREVIVEMOS... QUASE

novembro 08, 2015

Ok, lá se foi a primeira semana de novembro.
Já faz uma semana desde que o NaNoWriMo começou e eu sobrevivi. Bom, contando que eu comecei a virar um fracasso depois da primeira semana em 2013, eu estou tentando ficar calma e focada para aguentar a segunda semana no mesmo ritmo. Até agora eu fiz quase 12 mil palavras e fiquei na meta de cada dia, eu não quis ser muito ousada e criar metas pessoais muito loucas, porque é um plano um pouco suicida para mim.
Como eu havia criado uma outline antes do NaNo começar, eu sabia exatamente o que ia acontecer em cada capítulo, então estou escrevendo sem uma ordem exata - eu tenho uma ideia, vou no capítulo e escrevo. Estou focando nas cenas importantes de cada capítulo e depois vou tentando conectar cada cena para dar mais fluidez na história.
Talvez seja porque eu fiquei mais tempo organizando a história ou porque eu acumulei um ano de aprendizado, mas eu estou sentindo que essa historia está sendo mais fácil de ser escrita do que Querida Kat, em 2013. Não é fácil fácil, eu tenho mais facilidade em achar as palavras certas e como descrever sensações, emoções e sentimentos, uma coisa que eu tive certa dificuldade ao escrever (e revisar) em QK.
Até agora - momento em que esse post está sendo escrito, no sábado à noite -  eu escrevi 11775 palavras, 27 cenas e comecei 06 capítulos completos - que, no total, são 24 capítulos, prólogo e epílogo. A primeira semana é sempre a mais louca, as pessoas estão empolgadas para começar a escrever suas histórias, tudo parece novo e excitante; eu já conheci novas pessoas que estão participando e já marquei quando ocorre eventos online de escrita para eu fazer o máximo para continuar focada e conseguir terminar de colocar as ideias no papel até o fim do mês.
Na quarta-feira, eu participei do meu primeiro Virtual Write-In, que é um hangout que eles fazem para todo mundo escrever junto, que acontece toda quarta-feira às 21h00 (horário de Brasília), e eu consegui escrever 2000 palavras além da minha meta diária de 1667 palavras. Parece fácil escrever 1667 palavras por dia, porém eu tenho cenas completas com nem 300 palavras escritas - Querida Kat é um livro completo e nem chega perto de ter 50000 palavras.
No sábado foi Double-Up Day, que é um dia em que eles tentam dobrar o dinheiro que eles já arrecadaram a semana toda e junto com as doações, os participantes podem dobrar as palavras seja dobrar a meta diária ou o word count total. Eu participei de dois write-in nesse dia e não foi tão bem como eu pensei que eu fosse, até porque eu passei um pouco mal o dia todo, mas consegui ultrapassar a meta do dia (11666 palavras).
A história está fazendo um caminho interessante, estou conseguindo conhecer as personagens e suas personalidades, então toda hora estou voltando em algum capítulo que escreve para adicionar alguma coisa que eu acho que é a cara da personagem. O desafio até agora é que uma das personagens é bem sarcástica, o que eu consigo facilmente ter diálogos para ela, porém a outra faz muitas piadas irônicas também e eu nunca sei se estou fazendo certo, porque sou péssima em piadas. Eu só queria que a minha personagem percebesse o quão péssima eu sou nisso!
Enfim, essa foi a minha semana #1 do NaNoWriMo. Não está sendo muito fácil conciliar o NaNo com a faculdade, eu tenho algumas provas e trabalhos de meio-termo para entregar no final do mês, então só vai ficar cada vez mais difícil, mas acho que se eu conseguir manter a meta diária, eu consigo terminar esse desafio em tempo. Eu estava pensando em todo post colocar um trecho do livro, porém eu não quero dar algum tipo de spoiler, então serão trechos bem pequenos, apenas para ver se a minha escrita é, em algum nível, bom (existe uma grande possibilidade de ter vários erros ortográficos e um excesso de vírgulas e "e").

"Depois que terminamos de organizar os livros, nos sentamos nas poltronas no fundo da loja e continuamos a conversar. Eu poderia facilmente ter contado toda a minha vida para Kaia, se eu não tivesse me policiado um pouco; ela parecia fascinada com qualquer coisa pequena que eu contasse. Ela possuía os olhos fixos em mim enquanto falava e notei que eles mudavam de tom com a luz, ela ria tanto que as bochechas já tinham uma marca permanente das suas covinhas - que eu achava adorável - e ela não se policiava de forma alguma ao contar sobre suas coisas favoritas e sua vida. Ela era adorável."

1 comentários

  1. Eu vou morreeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeer. Ok, calma, sem drama. Eu preciso desse livro, olha esse trechinho!!!! Deixa eu respirar.
    Eu sinceramente acho que você está indo muito bem!! Mesmo que você não estivesse tendo aula já estaria, tendo aula então. Eu nunca sei se a 2ª semana é a que a gente pega ritmo ou a que a animação diminui, então eu nunca sei direito o que esperar dela. Só sei que não vai ser muito fácil.
    Espero que você continue batendo as metas (aliás, sei que vai) e mal próximo esperar pelo trecho da semana que vem!
    Beijo

    ResponderExcluir

POSTAGENS POPULARES

SIGA NO TWITTER