DIÁRIO DE ESCRITA #1 - ELABORANDO UM LIVRO

março 03, 2015

Como o primeiro post do Diário de Escrita de 2015, eu queria falar sobre o avanço que eu estava fazendo com a parte de registrar o meu manuscrito de Querida Kat, porém, com toda a bagunça da minha mudança para Marília, eu resolvi a adiar e cuidar desse processo depois que eu tiver com um endereço fixo e com a minha mente mais calma. Então, eu resolvi falar sobre esse processo desde o início, ou seja, desde o momento em que você acorda e pensa "isso daria um ótimo livro!" - porque eu não consigo parar de escrever novas histórias.
Cada pessoa tem uma maneira diferente de escrever e elaborar sua história, então se você ver um post/vídeo/"aula" falando a maneira certa de escrever um livro ou um passo-a-passo para escrever um livro, eu aconselho que eu tenha muita fé nisso - pode dar certo para você... ou não. Algumas pessoas precisam ter um esqueleto ou esquema do básico que vai acontecer em toda a história e depois vai "passando a limpo" e aprofundando as ideias; outras pessoas vão escrevendo cronologicamente e já com as palavras e aprofundamento que deseja e tem pessoas que escreve o final primeiro, depois o clímax e o início da história fica por último. O importante mesmo é escrever uma história boa e que você se sinta orgulhoso de ter escrito.
O meu jeito de escrever é bem parecido com o último que eu descrevi. Eu escrevo aquilo que me veem à mente e depois vou tentar encaixar aquela ideia em alguma parte do livro, mas muito dificilmente eu vou fazer um esqueleto - porém eu reviso muito meus capítulos e mudo muita coisa durante a revisão.
Eu sou muito bagunçada na hora de escrever: eu uso o Scrivener - quando eu tenho meus trinta dias de teste -, o Word no computador, um aplicativo no meu Kobo que chama Jotter Pad, um caderno e post-its sempre à minha disposição para a hora que eu tiver um brainstorm onde quer que eu esteja. Então a primeira dica que eu dou para quem quer escrever ou sempre tem uma ideia que acha genial para um livro é que você sempre tenha um lugar para anotar a sua ideia, porque não adianta nada você escrever na mão - dependendo do dia, principalmente se for no verão: você vai suar - ou anotar mentalmente - você vai esquecer eventualmente.

Provavelmente eu já comentei aqui no blog, eu escrevo desde os nove anos, porém eu realmente comecei a levar isso sério quando eu tinha uns treze anos. Eu escrevia em cadernos antigos e guardava tudo no armário; hoje, eu os tenho em uma pasta separado por história com a promessa de que, um dia, eu iria dar um desfecho para cada uma dessas histórias.
Assim que eu terminei Querida Kat, eu fui direto para essa pasta e escolhi o novo livro que eu iria trabalhar. Bom, eu li e reli o que eu havia escrito naquela época e resolvi mudar o enredo, porém deixar a essência da história - até porque a história não era totalmente minha.
Deixa eu explicar: uma amiga minha da época, que também amava escrever, estava trabalhando nessa história e não conseguia desenvolve-la. Ela acabou me dando a história para finalizar e eu trabalhei nela alguns meses em 2011 - eu estava no primeiro ano do Ensino Médio. Agora que eu resolvi voltar a trabalhar nela, eu vou deixar o básico mas mudar toda a história, até porque o enredo dela é um pouco dark e quero deixar um pouco mais psicológico - é o tipo de enredo que eu mais gosto de ler e escrever.
A história em geral já está finalizada, porém ela é um pouco mais complexa que a complexidade que eu dizia que Querida Kat é. Eu tenho que realmente ter um estudo no campo que vou retratar e acho que vai ser muito divertido trabalhar nesse tipo de história. Eu não quero falar muito sobre o que se trata até porque eu posso mudar ao longo da escrita - e porque eu quero publicar meus livros e não quero deixar spoilers aqui para futuros leitores.

Enfim, esse foi só o primeiro post desse novo Diário de Escrita e espero conseguir relatar todo o processo e angústias que terei. Ah! Eu separei as colunas do blog aqui no lado esquerdo da tela, então toda vez que você quiser ver algum post de uma coluna ali estará - assim como o meu diário de escrita de Querida Kat.

0 comentários

POSTAGENS POPULARES

SIGA NO TWITTER