O Começo do Fim e Procura-se um Leitor Crítico

julho 05, 2014

Depois de um mês, eu finalmente voltei a escrever Querida Kat. Uma das minhas metas das férias era terminar o primeiro (não tão primeiro assim) rascunho do livro, mas eu não estava tão confortável assim para escrever. Com o Camp NaNoWriMo acontecendo minha timeline começou a encher de tweets do NaNoWriMo e pessoas (lê-se Giulia) falando sobre sua escrita e meio que me contagiou.
Eu, então, abri o arquivo de QK e comecei a escrever que nem uma louca. Ontem, porém, aconteceu uma coisa muito estranha: eu percebi que eu realmente estava entrando na etapa final do livro. Sério: eu realmente estou terminando de escrever algo (que não seja um conto que nunca vou mostrar para alguém)? E eu comecei a ficar triste por estar finalizando algo que tem me fascinando desde novembro do ano passado, algo que eu trabalhei com tanta força de vontade e que tornou a minha ambição por escrever maior ainda.
Fazer tudo isso sozinha, sem que ninguém saiba (ninguém significa no meu mundo real, tirando o mundo virtual e meus melhores amigos), me deixa um pouco aflita; como eu sei que está pronto, está pronto para seguir uma nova etapa e o que realmente acontece é o que eu já falei em outro post: eu apago e escrevo tudo de novo e nunca alcanço a forma "perfeita".
O que mais sinto falta é de ter alguém para me dizer se está bom, que posso continuar, ou que está horrível. Um olhar crítico é o que mais sinto falta, um olhar de leitor e um olhar de escritor. Já disse que não confio cem por cento nas minhas amigas para falar se está bom ou não; elas sempre falam que está bom, mas sabe quando você pensa "Está falando sério ou só porque somos amigas?". Com certeza preciso de um terceiro olhar.

Mas deixando as inseguranças de lado (o que com certeza preciso melhorar), a notícia mais importante deste post é: O FIM ESTÁ FINALMENTE COMEÇANDO! Nunca achei que fosse chegar em um capítulo 27 e nunca achei que iria me apegar às minhas personagens.
Já vi autores falando que suas personagens tem vida próprias, que elas que escolhem o que vão fazer e como se sentem e que a sua única tarefa é escrever, elas que vão decidir o resto. Sendo sincera, eu nunca tive isso, essa ligação tão grande com um conto que escrevi. Com Querida Kat está sendo totalmente diferente. A forma como eu imaginei as pessoas, as relações, o clímax é muito diferente do que eu passei para o papel.
Isso é uma coisa positiva, porque você não passa apenas os seus sentimentos para o livro e sim cria novos sentimentos, os sentimentos do personagem para aquela situação que está ocorrendo com ele. Você se põe em seu lugar e de repende... você está lá e é tudo tão real.
Essa experiência está sendo tão fantástica e está mudando a minha visão sobre ser escritora, de uma forma super positiva. Espero sentir assim mesmo depois de terminar o livro e começar outro.

Esse post era só mesmo para eu anunciar a reta final de QK e a minha volta para a escrita, uma forma de me manter animada para escrever até o final das férias. E depois dela também.

1 comentários

  1. Oi oi.. Tô tão feliz em saber que eu te contagiei postando meus surtos por causa do NaNo. Sempre bom saber que miinha loucura ajuda alguém kkkk Mal vejo a hora de ler Querida Kat, sério, quero ser uma das primeiras a ter :3

    ResponderExcluir

POSTAGENS POPULARES

SIGA NO TWITTER